MPMG inaugura sala de atendimento às vítimas de violência doméstica em São Lourenço

O Ministério Público de Minas Gerais inaugurou no último dia 8 de março, em conjunto com a Polícia Militar e a Fundação Fênix, uma sala de atendimento da Patrulha de Violência Doméstica, destinada ao apoio às mulheres vítimas de violência doméstica em São Lourenço, no Sul de Minas.

A instalação é a primeira da região a reunir todos os requisitos técnicos para o atendimento humanizado às vítimas. O local possui amplitude suficiente para abrigar tanto a mulher e seus filhos, quanto os policiais que lidam com o caso. Desta forma, é possível tratar a todos dentro de uma lógica de proteção, facilitando a aproximação das atendidas aos serviços públicos.
Durante a solenidade de inauguração, o promotor de justiça Leandro Pannain Rezende destacou o valor da união entre os órgãos públicos, sociedade civil e justiça para a valorização do tratamento humanizado e para a promoção de uma coletividade mais harmoniosa, ressaltando o papel da mulher como agente de transformação e empoderamento social.

Além de Rezende, estiveram presentes o comandante do 57º batalhão da Polícia Militar de São Lourenço, tenente coronel Júlio César de Campos Silva; o presidente da Fundação Fênix, Tenente Coronel Paulo Márcio de Assis Jacinto; e a coordenadora do projeto aquarela e diretora-presidente da Fundação Fênix, Débora Fulani.

A ocasião também serviu para a entrega da placa “nobilis causa”, título dado a quem possui histórico de serviços relevantes à sociedade local. A premiação foi realizada a partir de seleção feita por uma comissão especial formada por representantes da 4ª Promotoria de Justiça de São Lourenço, do 57ª batalhão da Polícia Militar e da Fundação Fênix. As agraciadas foram a presidente da creche Teresa de Jesus, Genilda Lopes Ozório; a professora na rede estadual, municipal e privada, Yeda de Barros Sanches; e a presidente da creche pequeno mundo, Maria José Severino.
——
Caso presencie ou seja vítima de violência doméstica, acione e Polícia Militar pelo telefone 190 ou compareça à delegacia de mulheres da sua cidade ou à delegacia mais próxima da sua residência.

Também é possível acionar a Ouvidoria das Mulheres do MPMG, pelos telefones 127 (ligação gratuita), ou (31) 3330-8377 ou pelo whatsapp (31) 97336-1135, em dias úteis de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Ou presencialmente, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30, na rua dos timbiras, 2.928, 5º andar, bairro Barro Preto, Belo Horizonte-MG.