Segundo candidato mais votado na eleição para Conselheiro Tutelar de Três Pontas tem posse do cargo suspensa

O segundo candidato mais votado na eleição para Conselheiro Tutelar do município de Três Pontas teve a posse do cargo suspensa judicialmente e a primeira suplente assumirá a função. A decisão liminar atende a pedido feito na segunda-feira, 8 de janeiro, pelo MPMG, que argumentou falta de idoneidade moral do candidato além de uma conduta proibida com potencial para desequilibrar a eleição.

> Repórter: Clara Caetano | Tempo de áudio: 1″13′