MPMG, Defensoria de Minas e MPF obtêm decisão em favor dos atingidos pelo desastre da Vale em Brumadinho

Nesta terça-feira, 14 de março, a Justiça de primeiro grau deferiu a liquidação dos danos de natureza individual homogênea decorrentes do rompimento das Barragens B-I, B-IV e B-IV-A da Mina Córrego do Feijão, no dia 25 de janeiro de 2019, no Município de Brumadinho. A decisão foi proferida em Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público de Minas Gerais, pela Defensoria Pública de Minas Gerais e pelo Ministério Público Federal.