Dirigente de Lar de Idosos de Tombos é afastada

A pedido do MINISTÉRIO PÚBLICO DE MINAS GERAIS, a justiça determinou o afastamento, no prazo de cinco dias, do dirigente do lar de idosos Arlinda Gomes Garcia, localizado no município de Tombos, na zona da mata mineira.

A vice-presidente da instituição deverá ser nomeada como substituta. Ele é investigado por desídia em promover existência digna aos idosos abrigados no local e também por maus-tratos praticados contra eles.

A justiça também determinou a convocação de assembleia geral para eleição da nova diretoria, no prazo de 60 dias com comprovação da ampla publicidade nos municípios de Tombos e Pedra Dourada. o descumprimento da decisão pode gerar multa diária de R$ 1000,00.